Make your own free website on Tripod.com

 

REALISMO
          Entre 1850 e 1900 surge nas artes européias, uma nova tendência estética chamada "Realismo". O homem europeu convenceu-se de que precisava ser realista, inclusive em suas criações artísticas, deixando de lado as visões subjetivas e emotivas da realidade.

          A Arquitetura do movimento Realista

          Os arquitetos e engenheiros procuram responder adequadamente às novas necessidades urbana, criadas pela industrialização. As cidades não exigem mais ricos palácios e templos. Elas precisam de fábricas, estações ferroviárias, armazéns, lojas, bibliotecas, escolas, hospitais e moradias.

          A Escultura Realista

          A escultura realista não se preocupou com a idealização da realidade. Ao contrário, procurou recriar os seres tais como eles são. Dentre os escultores o que mais se destacou foi Auguste Rodin (1840-1917), cuja produção desperta severas polêmicas.

          A Pintura Realista

          Ao  artista não cabe "melhorar" artisticamente a natureza, pois a beleza está na realidade tal qual ela é, o que importa é a criação a partir de uma realidade imediata e não imaginada. Dentre os representantes da pintura realista podemos apontar Coubert e Manet, que desenvolveram tendências diversas.

          Coubert:  "os trabalhadores como tema da pintura"

          Gustave Coubert (1819-1877) foi considerado o criador do realismo social na pintura, pois procurou retratar em suas telas temas da vida cotidiana, principalmente das classes populares. 

 Coubert:  "os trabalhadores como tema da pintura"

          Gustave Coubert (1819-1877) foi considerado o criador do realismo social na pintura, pois procurou retratar em suas telas temas da vida cotidiana, principalmente das classes populares. 

 Nesse quadro, moças realizando seu trabalho são representadas de maneira quase fotográfica. Entretanto, na figura da moça em primeiro plano, o artista parece fugir um pouco dessa preocupação com a descrição objetiva e aproxima-se de uma representação universalizadora do trabalho que consome a juventude.

Manet: um precursor do Impressionismo

Edourard  Manet(1832-1883) pertencia a uma família rica da burguesia parisiense. Sua pintura reflete um ar aristocrático. Sua carreira foi marcada por alguns desafios à crítica conservadora. Em 1863 Manet enviou para o Salão dos Artistas Franceses a tela "Almoço na Relva". A obra foi recusada recusada pelo júri do salão. Entretanto, como muitos quadros de outros artistas também não foram aceitos, os autores recorreram ao Imperador Napoleão III, que determinou a montagem de uma exposição paralela que se chamou Salão dos Recusados.